Ciganos

segunda-feira, 28 de novembro de 2016

Cigano Bóris



Boris é um cigano de cabelos grisalhos, com bigode e barba cerrada, moreno e de olhos verdes. Usa calça azul-marinho e blusa branca. Não dispensa seu colete de veludo vermelho e seu chapéu branco.

Quando fez a passagem para o plano não era mais um jovem, mas um ancião.
Ele era o conselheiro do seu grupo; foi Kaku (mago, sábio), que acabou seus dias só neste planeta.

Quando chega à Terra, ele pronuncia as seguintes palavras:´
“Já fui novo, hoje sou velho; já fui vencido e já venci; já caí e me levantei; já tive fome e me alimentei; já chorei e já sofri; já fui triste, hoje sou alegre; já tive corpo, hoje sou um espírito; já tive mulher, e no fim da vida vivi só. Hoje tenho todos vocês em um só ideal. Venho para ajudar, para lutar e retirar barreiras dos caminhos para vocês passarem. Sou um espírito cigano igual a outro qualquer, não sou melhor nem pior; sou o cigano Boris que acabou de chegar.”

Nesse momento, ele pede um cálice de vinho tinto rascante e oferece a cada assistente um gole, dizendo:
“Que este gole seja o remédio para solucionar seus problemas e que, ao se misturar com seu sangue, o purifique e leve ao seu cérebro acalma e a paz para seu dia-a-dia.”