Ciganos

sexta-feira, 25 de novembro de 2016

Sou Cigano


Sou Cigano do Sol e da Lua
Companheiro das estrelas
Viajante do tempo
nas asas do vento
pelas infinitas moradas da casa do Pai.

Sou Cigano dos campos e colinas
das Terras e dos mares
trago a liberdade no brilho do olhar
Livre pelas estradas da vida alegre a cantar
Pelas dimensões que se entrecruzam
e permite os encontros e reencontros
das caravanas que viajam sem parar.

Sou Cigano, sou livre
e livre pelos campos de luz ecoa meu canto
preenchendo a vida de encanto
e em qualquer lugar debaixo do céu azul
encontro meu sagrado recanto
um reinado de beleza
nos braços da Natureza.

Sou Cigano,
o caminhante do tempo e do espaço
sem destino, sem paradeiro
mas com objetivo:
Levar o amor e a alegria
E à vida celebrar

sou livre, não me prendo a crenças, religiões, templos ou lugares
Chego onde encontro um coração aberto
para celebrar a maravilha do viver.
Um andarilho semeador
que desconhece a dor
que reconhece em cada partícula viva
a centelha do amor.
caminhando semeio
minha semente é meu canto
que germina e vira uma flor
a flor é a dança
que gira, movimenta
que celebra e agradece.

Sou Cigano há eons
mesmo antes de chegar aqui
Cigano das estrelas
vindo de mundos longínquos
andarilho do universo
que faz dos passos do caminho uma nota, um verso
semeador cósmico
trazendo a beleza de onde passei
vivendo os sonhos que um dia sonhei
celebrando a vida que um dia ganhei.

Sou Cigano, Sou Luz
Sou filho, sou pai
Sou criatura, sou criador
sou irmão das estrelas
viajante do eterno
instrumento do Amor.